24 de Outubro de 2017

 

Na última quarta-feira (14), foi realizada na Câmara Municipal de São Domingos do Capim, uma reunião para tratar da segurança pública no município, no que se refere ao alto índice de infrações de trânsito e realização de festas sem autorização. O encontro, que contou com a presença de representantes do Ministério Público do Estado, juízes, procurador municipal, delegado, o prefeito e vereadores.

A promotora de Justiça Renata Valéria Pinto Cardoso Lisboa passou a conduzir a reunião, esclarecendo alguns pontos em relação as dificuldades enfrentadas na segurança pública no município.

Os vereadores presentes à reunião ponderaram que é necessário combater o tráfico de drogas, pois tem gerado grande número de homicídios e demais casos de violência e que os roubos de motos na zona rural e assaltos na zona urbana são frequentes no município, sendo que a Polícia Militar tem feito um trabalho dentro do possível.

Há projetos de lei que preveem o combate à criminalidade, às infrações cometidas por adolescentes, principalmente no trânsito. É preciso dar mais atenção nessa matéria pois muitas crianças estão presentes nas ruas durante à noite, o que demonstra a ausência de rigidez da família no controle social”, informou o vereador Antônio Sergio do Nascimento Batista.

Para o vereador Silvandro das Neves, os bares se tornaram um meio de renda da população e as festas frequentes na cidade tem gerado complicações em relação à segurança pública e no trânsito. Além disso, nessas festas há grande presença de adolescentes que acabam por ter acesso a bebidas alcoólicas.

O vereador Osni de Jesus da Silva Oliveira, indicou que é necessário a realização de uma audiência pública para que a população esteja ciente, pois, segundo ele, haverá insatisfações da população em relação a venda de bebidas, poluição sonora por motos, e que as contradições expostas pelos vereadores é reflexo do que pensa a população, e que já solicitou ao órgão responsável o controle da poluição sonora, mas que recebeu a resposta de que não possuem o aparelho para medir os decibéis para o controle de som dos bares e de motocicletas irregulares. Que em relação ao combate as drogas, a população tem reclamado do crescimento no município e solicita que a polícia militar faca abordagens frequentes com o fim de inibir o tráfico de drogas.

“O adolescente que comete ato infracional é um problema recorrente. Em minha experiência em outros municípios, percebo que com portarias restringindo a condução de veículos e o acesso a festas a adolescentes tem surtido efeitos. No que tange o tráfico de drogas é preciso que se faça uma atuação integrada dos órgãos para providências antes de se implantar uma audiência pública”, frisou o juiz de direito Emanuel Jorge Dias Mouta.

A promotora Renata Lisboa encerrou a reunião solicitando que os presentes contribuam de acordo com suas atribuições, e de posse da presente ata sejam tomadas providências em cada área, antes de se propor audiência pública.

 

Texto: Tatiane Rabelo
Revisão: Edyr Falcão

Rua Joao Diogo, 100 - Cidade Velha - 66.015.165 Belém/PA | (91)4006-3400
Atendimento ao público 8h às 14 - Atendimento no protocolo 8h às 17h (2a a 5a) e 8h às 15h (6a)
© 2000-2011. Todos os direitos reservados (Departamento de Informática - MPPA)