16 de Dezembro de 2017

 

A coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude (CAOIJ), Leane Barros Fiúza de Melo, se deslocou ao município de Parauapebas, visando dar segmento às atividades do Projeto Tutoria, decorrente da assinatura de Termo de Cooperação Técnica, em novembro de 2016, firmado pela Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Pará, Ministério Público do Trabalho (MPT), Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Prefeitura Municipal de Parauapebas e Empresa Vale do Rio Doce.

O Projeto Tutoria é destinado ao financiamento, mediante pagamento de bolsas a alunos do Ensino Médio, para que eles recebam formação profissional para desempenhar atividades de tutoria para alunos do ensino fundamental. O projeto vem sendo realizado em diversas escolas do município de Parauapebas e hoje conta com um público atendido de 19 tutores. No Termo de Cooperação Técnica está previsto a realização de reuniões semestrais de avaliação do projeto.

Com essa finalidade a coordenação do CAOIJ se deslocou até o município e coordenou reunião realizada na manhã desta quinta-feira (7), na Escola Paulo Fonteles de Lima, com a participação de diretores de escola do Município, bem como representantes da Secretaria Municipal de Educação (Semed), da Seduc, do MPT e da empresa Vale do Rio Doce e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), em que foram discutidos os pontos positivos e as demandas ainda necessárias para o aprimoramento do desenvolvimento das atividades do projeto.

Na ocasião foi anunciado a todos os parceiros integrantes do Projeto de Tutoria, que a partir de agora a Promotoria de Justiça de Parauapebas irá aderir e participar das atividades de monitoramento e acompanhamento do Ministério Público dos trabalhos desenvolvidos nos Projetos de Tutoria.

"A adesão dos membros da Promotoria de Justiça de Parauapebas ao projeto tutoria vai significar um salto de qualidade na execução dessa proposta de estimulo ao protagonismo infantojuvenil e de formação de cidadania de adolescentes no ambiente escolar", frisou a promotora de Justiça Leane Barros.

No dia anterior, quarta-feira (6), a coordenadora Leane Barros já havia se reunido com as promotora de justiça da Infância e Juventude de Parauapebas, Maria Cláudia Vitorino Guadelha e com a coordenadora da Região Administrativa, promotora Cristina Mitiko. Nesse encontro houve a proposta feita pelo CAOIJ de integração da Promotoria de Justiça de Parauapebas no Projeto Tutoria, o que foi aceito. Também foi tratado a articulação de novos projetos da Promotoria de Parauapebas com o Centro de Apoio, em parceria com entidades públicas e privadas locais.

O CAOIJ também discutiu com as promotoras daquela comarca a promoção de ações de mobilização social e capacitação dos membros do sistema de garantia de direitos infantojuvenis de Parauapebas e da necessidade de integração regional das promotorias de justiça, integrantes do Polo Sudeste IV, no enfrentamento de questões problemáticas de violações de direitos da população infantojuvenil naquela região.

 

Texto: Edyr Falcão, com informações do CAOIJ
Fotos: CAOIJ 

Rua Joao Diogo, 100 - Cidade Velha - 66.015.165 Belém/PA | (91)4006-3400
Atendimento ao público 8h às 14 - Atendimento no protocolo 8h às 17h (2a a 5a) e 8h às 15h (6a)
© 2000-2011. Todos os direitos reservados (Departamento de Informática - MPPA)